PAULO FREIRE

Por: Ronaldo Bertacco*

Paulo Reglus Neves Freire foi um educador e filósofo brasileiro. Nasceu em 19/09/1921, em Recife e morreu em São Paulo, em 2/05/1997. É considerado um dos pensadores mais notáveis na história da pedagogia mundial, tendo influenciado o movimento chamado pedagogia crítica. É também o Patrono da Educação Brasileira. (Wikipédia)

O incômodo por ele explicitado na sua história de vida - não que o quisesse assim fazer, apenas agiu com consciência pelo bem "dos outros" – leva ao raciocínio de porque o atraso brasileiro é mantido como um projeto de governo. Isso tem motivação política nos partidos de ultradireita, os quais visam manter na pobreza a maioria do povo do Brasil, concentrando ainda mais a riqueza nas mãos dos poucos detentores de poder econômico. O mundo do conhecimento já demonstrou que o contrário disso é o que faz o progresso de uma Nação. Ou seja, nossos políticos sabem o que é a estupidez e fazem uso dela para encherem os bolsos.

Mas, o que é que foi tão extraordinário na pedagogia de Paulo Freire? Uma equação, de todas, a mais simples e genial: aprender a escrever os sons das palavras usadas no dia-a-dia de quem as vai elaborar. Constrói-se assim a própria consciência do ato de escrever, enquanto se vai construindo um novo ser. A revolução de maior alcance é esta: despertar a lucidez e a alegria de se saber vivo, integrado ao todo. Alguém assim começa a fazer escolhas e a mudar o mundo à sua volta, com consequências políticas óbvias. Age, antes de esperar que ajam por ele ou por ela.

*Ronaldo Bertacco é Artista Plástico e Professor de Arte